Anuncio!!

Anuncio!!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Orgasmo feminino: para algumas mulher é um sonho distante; Entenda


Algumas razões explicam porque para as mulheres é tão difícil chegar ao orgasmo. Para algumas, o orgasmo é como um sonho distante e muitas empenham uma vida em busca do orgasmo perfeito que a façam ouvir sinos de tanto prazer. Para se ter uma ideia, é muito comum ouvir as mulheres dizendo por aí que já tiveram orgasmos quando, de fato, não tiveram e outras que não sabem dizer se já tiveram ou não.

Uma coisa é fato: se uma mulher estiver na dúvida se teve ou não, é porque ela nunca teve um orgasmo. Sim, é triste ouvir isso, mas o orgasmo feminino é um acontecimento tão intenso que não gera dúvidas e inclusive vicia. Toda mulher que tem orgasmo pelo menos uma vez na vida quer ter de novo para sentir a sensação plena mais uma vez e mais e mais.

Poucas mulheres têm orgasmos porque o fato está muito mais ligado ao psicológico do que o físico e estritamente sexual. Porém, alguns casos podem ser orgânicos como o álcool, tabagismo, dependência química, uso de calmantes ou anticoncepcionais de baixa dosagem por muito tempo, e também algumas doenças vasculares, diabetes, miomas, menopausa, etc.

Para vivenciar um orgasmo feminino, a mulher precisa estar concentrada, desinibida, despreocupada e ter tido uma excelente preliminar. Esses são basicamente os passos que devem ser seguidos e praticados para se chegar lá mais “facilmente”.

Confira abaixo os motivos que fazem o caminho para o orgasmo feminino ser tão longo e tenebroso.

Quando se diagnostica o problema
Uma mulher com uma vida sexual ativa e que não tem orgasmos deve procurar ajuda médica. Se, em seis meses de sexo, a mulher não tiver nenhum ou poucos orgasmos, pode ser que ela tenha anorgasmia, que é a impossibilidade de ter orgasmo. Essa dificuldade em chegar lá pode gerar baixa autoestima, depressão, infelicidade, como também refletir no parceiro, que se sente frustrado por não conseguir suprir o desejo e necessidade sexual da parceira.

Histórico
A falta de apetite sexual e, consequentemente, uma vida sexual sem orgasmo pode ser um fator preponderante do histórico familiar. Não estamos falando de problemas genéticos, mas sim da educação que a criança teve durante sua vida. Se desde cedo ela foi ensinada que sexo era algo depravado, sujo e um ato errado, provavelmente ela irá se sentir travada na vida adulta para se tornar uma mulher ativa e desinibida sexualmente. Mulheres que vêm de famílias religiosas ou muito conservadoras podem encontrar esse tipo de problema e, por isso, devem procurar ajuda psicológica para se desvencilhar desse fantasma.

Bate papo
Homens sempre falam que mulheres adoram conversar, não é mesmo? Verdade. Isso porque um bom bate papo pode solucionar muitas pendências. O mesmo para o sexo, um diálogo saudável com o parceiro, obviamente antes do sexo, para não acabar com o clima, pode ser a melhor solução para você vivenciar o orgasmo feminino.
Você pode expor sua dificuldade para antecipá-lo e diminuir as expectativas sobre você chegar lá. Além disso, você pode auxiliá-lo contando o que mais gosta na cama para que ele procure te satisfazer pelo caminho certo, aumentando suas chances de atingir o orgasmo.

Controladoras
Mulheres controladoras que estão com mil coisas na cabeça o tempo todo podem sentir dificuldade de conhecer o orgasmo feminino. Algumas podem não se desligar do mundo real e se deixar levar pelo prazer e pelas sensações.
É preciso esquecer o mundo lá fora e se ater ao momento presente e ao parceiro. Aquelas que insistem em ficar repassando a agenda da semana durante o sexo, pensando o que vão preparar para o jantar ou na próxima reunião de trabalho, colocam tudo a perder. Desligue-se de tudo e de todos.

Desconfiança
Uma mulher é muito emocional, portanto, se ela não estiver 100% confiante no que está fazendo e à vontade com seu parceiro, ela pode criar um bloqueio mental. Para atingir o orgasmo feminino é preciso se entregar plenamente e acreditar que o seu parceiro está lhe proporcionando o seu melhor. Se isso não estiver completamente claro para você, melhor nem começar.

Desconhecimento
Algumas mulheres são liberais e deixam que o homem as desvendem, e buscam assim chegar ao prazer máximo. Com sorte, algumas chegam lá, mas o ideal é que a própria mulher tenha conhecimento do seu próprio corpo. Saber as áreas que as excitam mais e menos é importante para poder repassar isso ao parceiro e ter mais segurança na cama. Esse nível de autoconhecimento pode ser atingido através da masturbação.
A mulher tem muitas zonas erógenas e deve buscar descobri-las na intimidade pessoal. Não há nada de errado em se masturbar, pelo contrário. Aliás, grande parte das mulheres conhece o primeiro orgasmo feminino durante a masturbação, com o uso de brinquedos eróticos.

Sexo = duas pessoas
Algumas mulheres têm o pensamento de que estão ali para dar prazer ao parceiro. Bom, obviamente que sim, mas e o seu prazer? O sexo é realizado por duas ou mais pessoas e por isso todos os envolvidos devem e merecem sentir prazer. Transar com o pensamento de que precisa agradar, com pressa para que ele goze logo, não ajuda em nada. Geralmente, isso ocorre quando o homem não colabora, ou seja, não prolonga as preliminares (isso quando há) ou quando ejaculam rápido e não buscam proporcionar um prazer mais duradouro à mulher na transa.

Posições
Uma ótima forma de buscar o orgasmo feminino é variar as posições sexuais. Permanecer nas tradicionais, na zona de conforto, pode ser um empecilho para conhecer coisas novas, experimentar e se deixar levar pelo calor da emoção. Se não souber de cabeça, pesquise posições ou adquira aqueles joguinhos de dados do Kama Sutra com posições para se aventurar com o parceiro. Saindo da rotina e alternando movimentos, você pode estimular suas zonas erógenas mais facilmente.

Fantasias
Liberar todos os pensamentos, sejam eles sórdidos ou não, é importante para uma transa mais prazerosa. Utilizar fantasias, inventar histórias eróticas, investir em fetiches e brinquedinhos pode estimular zonas específicas e ainda fazer a imaginação fluir. Se a mulher estiver mentalmente envolvida no erótico, para ela é muito mais fácil chegar lá. Liberte-se dos preconceitos e entre de cabeça no que mais te excita, claro, com o consentimento do parceiro.

Insatisfação
A insatisfação com o corpo ou com o próprio desempenho sexual pode fazer com que as mulheres não se sintam atraentes e seguras durante o sexo. A primeira coisa que se deve fazer é parar de se comparar com outras mulheres da TV, revistas, filmes pornô, etc. Aceite o seu corpo como ele é e não busque imitar ou encarnar um personagem na hora do sexo. Seja você na sua essência para atingir o orgasmo dos deuses. Boa sorte!





Fonte: Irresistível